mardi, juillet 26, 2005

...muitas saudades de ti!

“Odeio quando fazes essa cara!” disse-lhe eu enquanto bebericava o a minha agua pouco fresca. Ele pegou no pequeno moleskine que eu acabara de lhe oferecer…encostou-se ao meu ouvido e prometeu, pela centésima milésima vez que iria rechear aquele pequeno caderninho de histórias, imagens e esquiços de tudo o que visse e experimentasse no Brasil durante um ano de ausência.
Eu sorri, olhei o mar azulão e bonitão, abracei-o deixando que o cheiro do meu protector solar se misturasse com as gotículas de suor que lhe cresciam sobre as costas e murmurei “Brasil, um ano…privilégios de meninos bem!” “Não sejas tola, se quisesses vinhas comigo” “Durante um ano? Estas doido! E deixava a minha vida em standby? Não me parece…tenho muito trabalho e gosto! Alem disso o Brasil não me atrai!” “Claro, tu é mais Nova Iorque!” “No Inverno…”


|